1 em cada 3 municípios alagoanos não conta com cobertura local de jornalismo

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Dados do Atlas da Notícia revelam que 68 cidades não têm veículos de comunicação local

Foto: Austin Distel / Unsplash

Por Graziela França

Além de manter os cidadãos informados, os veículos de comunicação têm papel fundamental na fiscalização dos poderes públicos e na prestação de serviço à população. Com isso, uma cobertura jornalística realizada por veículos e profissionais da própria cidade, assegura que essa informação chegue mais rápido à população. 

No entanto, os dados recentes do Atlas da Notícia mostraram que, dos 102 municípios alagoanos, 68 são considerados “desertos de notícias”, isto é, não contam com a presença de veículos locais de comunicação.

Os dados, analisados pela Agência Tatu,  apontam ainda que 23 municípios alagoanos são considerados quase desertos – que é quando possuem um ou dois veículos de comunicação –  e apenas 11 contam com mais de três iniciativas de jornalismo. 

Ainda segundo o Atlas da Notícia, que funciona como uma espécie de censo da imprensa local no Brasil, Alagoas possui 161 iniciativas de jornalismo mapeadas. Desse total, 47% ficam em Maceió (76 veículos) e 53% (85 veículos) se dividem entre 33 municípios.

Apesar de concentrar a maior quantidade, Maceió não é a cidade alagoana com mais veículos por habitante. Em primeiro lugar fica a sertaneja Inhapi, que possui três veículos de comunicação para uma população de pouco mais de 18 mil habitantes, o que representa uma taxa de 16,3 veículos a cada 100 mil habitantes. Na sequência vem Porto de Pedras, que, apesar de só ter um veículo, apresenta uma taxa de 13. E, em terceiro, Ibateguara, que possui uma taxa de 12,8 veículos por 100 mil habitantes.

Mesmo com o levantamento revelando que quase um terço da população alagoana (988 mil habitantes) não conta com veículos de jornalismo local, o cenário é positivo quando comparado à edição anterior. No Atlas da Notícia divulgado ano passado, Alagoas contava com 135 veículos, ou seja, 26 veículos a menos, e 75 cidades eram consideradas desertos de notícias, hoje são 68.

Sobre o Atlas

O Atlas da Notícia é um mapeamento realizado anualmente, que identificou 13.092 veículos jornalísticos em atividade em 2020, em todo o país. O levantamento apontou o fechamento de 272 veículos e incorporou à base 1.170 novos veículos nativos digitais, a maior parte deles na região Nordeste. O registro desses novos meios digitais levou à redução do número de desertos em cerca de 5,9% em relação à terceira edição da pesquisa.

O projeto é uma iniciativa do Projor, patrocinado desde 2018 pelo Facebook Journalism Project (FJP) e é o maior e mais completo levantamento sobre a presença do jornalismo local no Brasil. O Atlas conta ainda com a parceria institucional com a Abraji e Intercom.

DADOS ABERTOS | Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:
Atlas da Notícias

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.