Sobre

A Agência Tatu de Jornalismo de Dados surgiu como um veículo laboratorial desenvolvido por três estudantes de Jornalismo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), os quais tinham o desejo em comum de fundar uma agência de notícias com foco em matérias produzidas com dados. Com o apoio de três professores do curso, muita pesquisa, estudos e investimentos, o veículo foi lançado oficialmente em 25 de abril de 2017.

O objetivo era – e ainda é – o de produzir material jornalístico, relevante, sobre o estado de Alagoas a partir da exploração e visualização de dados, em múltiplos formatos, com a utilização de elementos como texto, vídeos e gráficos estáticos e interativos. Um conteúdo que fosse além da informação factual, utilizando dados dispostos em portais de transparência e acessados por meio de solicitações feitas aos órgãos pela Lei de Acesso à Informação (LAI).

A Agência Tatu busca extrair, estruturar, analisar e tornar visualmente interessante e compreensível dados brutos. Focamos o trabalho em temáticas que acreditamos serem de interesse e relevância para a sociedade alagoana, como economia, política, educação, sustentabilidade, segurança, saúde, direitos humanos e ciência e tecnologia.

O nosso conteúdo é estruturado no trabalho conjunto entre jornalismo e dados abertos, pois acreditamos que este é um dos caminhos mais efetivos para a construção de uma democracia transparente e responsável. Por isso, sempre disponibilizamos os dados e documentos utilizados em nossos materiais jornalísticos ao final do texto, em formato aberto (xls. ou csv.), para que a informação possa ser checada pelo leitor, ou mesmo suscite novos projetos e discussões.

O nome da agência surge devido à relação da prática que caracteriza o tatu (animal silvestre), a da escavação. A atividade natural desse mamífero faz referência direta à primeira – e uma das mais importantes – etapas na elaboração de uma reportagem guiada por dados: a busca e extração das informações, seja nas páginas da internet, documentos físicos ou fazendo uso da Lei de Acesso à Informação.

Eixos de trabalho

Coleta de dados

Nosso trabalho inicia a partir da extração dos dados disponíveis na internet, em documentos físicos ou acessados por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Análise de informações

Minuciosamente, analisamos e checamos todos os dados a fim de encontrar histórias envolventes e tendências escondidas nos números.

Visualização

O nosso principal foco é tornar os dados visualmente interessantes e compreensíveis ao público.

Criação de soluções

Pensamos e desenvolvemos soluções, com uso de dados, para empresas e veículos de comunicação.