36% dos eleitores de Maceió não votaram em ninguém no 2º turno

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

A soma de abstenções, brancos e nulos representam 8.610 votantes a menos que o candidato eleito, JHC (PSB), e 56.833 a mais do que Alfredo Gaspar (MDB)

Por Maria Luiza Ávila*

Em 2020, Maceió ganhou 12.426 pessoas para compor o eleitorado desde as eleições municipais de 2016, mas, ainda assim, a participação do maceioense nas urnas neste último domingo (29) diminuiu. A soma de votos brancos, nulos e abstenções nesse 2º turno chegou a 213.537, o que representa 36% dos eleitores da Capital.

Os dados coletados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e analisados pela Agência Tatu, mostram que, enquanto 210.508 eleitores votaram branco, nulo ou se abstiveram no 1º turno deste ano, no 2º o número subiu para 213.537, superando a quantidade de votos do candidato que ficou em segundo lugar, Alfredo Gaspar (MDB), e com apenas 8.610 votos a menos que o candidato eleito (JHC).

Quando comparados o 1º e 2º turno, é constatada uma diminuição no número de eleitores que votaram em branco ou nulo e um aumento de mais de 16 mil eleitores que se abstiveram da votação.

Em 2012, quando o atual prefeito Rui Palmeira foi eleito pela primeira vez, a soma de abstenções, votos brancos e nulos foi de 100.257 votantes, ou seja, 20% do eleitorado daquele ano. De lá pra cá, Maceió ganhou mais de 90 mil novos eleitores.

Já no 1º turno de 2016, 27,5% não compareceram às urnas ou votaram nulo ou branco. No 2º turno daquele ano o número subiu para 30,8%. 

JHC é eleito prefeito de Maceió

Ontem, 427.649 eleitores maceioenses foram às urnas para decidir quem seria o novo prefeito de Maceió. JHC levou a vitória com 222.147 votos, o que representou 58,64% dos votos válidos. Já Alfredo Gaspar contou com 156.704 votantes, contabilizando 65.443 votos a menos que JHC. 

JHC é advogado, foi deputado estadual e em 2014 foi eleito o deputado federal mais votado de Alagoas, cargo ocupado por ele desde 2015. Com isso, o primeiro suplente Pedro Vilela (PSDB) ocupa o cargo deixado por Caldas.

JHC conseguiu uma virada neste segundo turno, já que no primeiro contou com 28,56% dos votos, 1.181 a menos que Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB). Seu vice é Ronaldo Lessa (PDT), ex-vereador e ex-prefeito por Maceió, ex-deputado federal e estadual e ex-governador de Alagoas.

DADOS ABERTOS – Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados utilizada na produção desta matéria para consulta:

*Estagiária sob supervisão da Editoria

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.