4 acontecimentos nos últimos 10 anos onde ‘vacina’ esteve em alta nas buscas do Google

No último sábado, 17 de outubro, foi comemorado o Dia Nacional da Vacinação. A data foi criada pelo Ministério da Saúde com o objetivo de ressaltar a importância das vacinas no controle de doenças e prevenção de epidemias. Em meio ao sentimento de espera que o Brasil e o mundo vivem em relação à chegada

vacina
Compartilhe

No último sábado, 17 de outubro, foi comemorado o Dia Nacional da Vacinação. A data foi criada pelo Ministério da Saúde com o objetivo de ressaltar a importância das vacinas no controle de doenças e prevenção de epidemias.

Em meio ao sentimento de espera que o Brasil e o mundo vivem em relação à chegada da vacina de prevenção ao coronavírus, a Agência Tatu separou quatro acontecimentos nos últimos 10 anos que deixaram em alta o termo “vacina” nas pesquisas no Google no país.

Os números representam o interesse de pesquisa numa escala de 0 a 100, de menos popular para mais popular, respectivamente. Foram contabilizadas as pesquisas entre os dias 01/01/2010 e 16/10/2020.

ABRIL DE 2010: Primeira mobilização nacional para vacinação contra a gripe H1N1

Em abril de 2009, a OMS declarou a pandemia da gripe Influenza A. De acordo com o Ministério da Saúde, foram confirmados 2060 óbitos no ano de 2009 no Brasil. Com 75 pontos de popularidade, é iniciada em abril de 2010 a primeira mobilização nacional de vacinação contra a gripe H1N1.

ABRIL DE 2016: O ano mais mortal da H1N1 desde 2009

Com 63 pontos de popularidade, era iniciada em abril de 2016 mais uma campanha nacional de vacinação contra a gripe H1N1. De acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados 1982 óbitos pela doença no ano de 2016, sendo mais baixo apenas que o registrado no ano de chegada do vírus no país. A campanha perdurou até o dia 20 de maio do mesmo ano.

JANEIRO DE 2018: Testes da vacina do zika vírus

Com 99 pontos, era noticiado pelo Jornal Nacional que haviam sido iniciados os testes da vacina do zika vírus em humanos. De acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados 233.659 casos prováveis de febre pela doença no país nos anos de 2016 e 2017.

MARÇO DE 2020: Pandemia da covid-19

Com 100 pontos de popularidade, a pandemia da covid-19 fez com que o termo “vacina” subisse 81 pontos em apenas três meses desde que foi notificado o primeiro caso em Wuhan, na China, em dezembro do ano passado. Em relação ao mês de março de 2019, foi constatado um aumento de 79 pontos.

Mesmo que a vacina contra o novo coronavírus ainda não seja uma realidade, há outras campanhas de vacinação em atuação no país. contra outras doenças. Confira abaixo!

Até o dia 30 de outubro:

Multivacinação e atualização vacinal de pessoas até os 15 anos

Poliomielite, para crianças de 1 a 5 anos de idade

Sarampo, para pessoas entre 20 a 49 anos de idade

*Estagiária sob supervisão da editoria

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Capa da matéria "Nordeste já registrou mais de 15 mil casos de dengue em 2024" publicada originalmente na Agência Tatu.

Nordeste já registrou mais de 15 mil casos de dengue em 2024

Sudeste concentra maior porcentagem dos registros no Brasil; especialistas reforçam que é fundamental manter os cuidados e prevenção
Colagem em preto e branco de pessoas com baldes e bacias em menção aos domicílios brasileiros sem água encanada

67% dos domicílios brasileiros sem água encanada estão na região Nordeste

Em todo o país, mais de 4,8 milhões de pessoas residem em domicílios sem água canalizada
hanseníase no nordeste

Nordeste é a região que menos reduziu casos de hanseníase no Brasil

Dados do Ministério da Saúde mostram redução de 33,1% de casos de hanseníase entre 2013 e 2022
Capa da matéria "Apenas 13 a cada 100 habitantes do Nordeste têm plano de saúde" publicada originalmente na Agência Tatu.

Apenas 13 a cada 100 habitantes do Nordeste têm plano de saúde

Maranhão é o estado com menor quantitativo proporcional da região