Mais de duas mil tartarugas encalhadas foram encontradas no litoral de AL

Dados são dos anos 2019 e 2020 e foram fornecido pelo Instituto Biota de Conservação

TARTARUGA MARINHA BIOTA - Mais de duas mil tartarugas encalhadas foram encontradas no litoral de AL
Compartilhe

Elas são animais dóceis e muito presentes no litoral alagoano, mas que sofrem com a exploração humana de seu habitat natural e estão ameaçadas de extinção. Só nos últimos dois anos, 2.189 tartarugas marinhas encalhadas – vivas ou mortas – foram encontradas no litoral do estado, conforme informações analisadas pela Agência Tatu.

Os dados são do Instituto Biota de Conservação, instituição que promove a conservação da fauna marinha e seu habitat com foco em mamíferos e tartarugas,  e mostram que, enquanto em 2019 foram encontradas 1242 tartarugas encalhadas, no ano passado foram 947 tartarugas, o que representa uma redução de 23%. É como se nesses últimos dois anos cerca de 91 tartarugas marinhas fossem encontradas pelas equipes do Biota a cada mês.

Esses animais marinhos foram encontrados em, ao menos, 15 cidades de Alagoas: Barra de Santo Antônio, Japaratinga, Paripueira, Passo de Camaragibe, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres, Maragogi, Barra de São Miguel, Coruripe, Feliz Deserto, Jequiá da Praia, Marechal Deodoro, Piaçabuçu, Roteiro e Maceió.

Confira quantas tartarugas foram encontradas em cada cidade alagoana:

O que fazer?

O Instituto Biota orienta à população que, ao avistar um animal marinho encalhado, não interaja ou toque no corpo do animal e ligue imediatamente para as equipes de resgates, que devem chegar ao local para os primeiros socorros ao animal. Os números para contato são: 99115-2944, 98815-0444 ou 90115-5516.

Dados abertos

Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

caatinga ibama - Levantamento mostra infrações ambientais de políticos alagoanos

Levantamento mostra infrações ambientais de políticos alagoanos

Foram registrados 35 delitos, que somam mais de R$ 1,7 milhão em multas ao Ibama
Capa da matéria "Apenas um rio do Nordeste tem índice de qualidade da água bom" publicada originalmente na Agência Tatu. Trata-se de uma ilustração digital de um rio, com algumas plantas e um homem observando com binóculos de cabeça para baixo na parte superior da imagem.

Somente um rio do Nordeste apresenta boa qualidade da água

Nenhum rio da região apresentou ótima qualidade da água; dados são do SOS Mata Atlântica
LICENCA AMBIENTAL - Falta de licença é a principal infração ambiental registrada em AL

Falta de licença é a principal infração ambiental registrada em AL

Dados são das mais de 2.400 denúncias realizados em dois anos
American Public Power Association unsplash - AL mais que triplicou produção de energia solar em 2020

AL mais que triplicou produção de energia solar em 2020

Apesar do aumento de 315%, o estado é responsável por apenas 0,31% do total produzido no país