Passagem de ônibus comprometerá 19% do salário mínimo em Maceió

O custo mensal com passagens deve chegar a R$196,80 por usuário

Foto de ônibus parando no ponto
Compartilhe

O maceioense que recebe um salário mínimo vai precisar desembolsar 18,9% de sua remuneração mensal somente com passagens de ônibus caso o novo reajuste, no valor de R$ 4,10, seja sancionado. Isso foi o que constatou um levantamento realizado pela Agência Tatu.

A tarifa aprovada pelo Conselho Municipal do Transporte Coletivo de Maceió, no final do ano passado, representa o maior percentual em relação ao salário mínimo praticado em cada ano, desde 2012, quando a remuneração mínima do trabalhador era de R$545 e a passagem R$2,30, consumindo mais de 20% do vencimento mínimo mensal.

Veja a evolução do preço da passagem de ônibus desde 1999:


Levando em consideração apenas o último reajuste da passagem de ônibus, realizado em 2018, a variação salarial até janeiro deste ano foi de 8,9%, enquanto as empresas de transporte urbano pretendem elevar o valor das passagens em 12,3%.

O levantamento levou em consideração o valor gasto com 24 passagens (ida e volta), média de dia úteis para um trabalhador em um mês. Do atual R$ 1.039 do salário, os usuários gastariam R$ 196,80 só com transporte público.

Entenda

Durante reunião, em 26 de dezembro do ano passado, o Conselho Municipal do Transporte Coletivo de Maceió decidiu aprovar o aumento das passagens de ônibus urbanos de R$3,65 para R$4,10.

Após críticas e manifestações, no dia 7 de janeiro o Ministério Público Estadual (MPE-AL) convocou uma audiência onde ficou acertado que as tarifas se manteriam em R$3,65 até que os representantes das empresas de transporte coletivo apresentem novas planilhas que justifiquem o aumento.

Além disso, o MPE, que se posicionou contrário ao aumento, informou que buscaria uma solução diretamente junto ao prefeito Rui Palmeira, a quem compete, aprovar ou não, o aumento nas tarifas.

Dados abertos

Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Capa da matéria "Ceia de Natal: Confira quais itens tiveram aumento ou redução no valor em Maceió" publicada originalmente na Agência Tatu. Imagem de uma cesta com itens de comida de Natal, no fundo verde. Elementos visuais compostos por setas subindo e descendo ao fundo.

Ceia de Natal: Confira quais itens tiveram aumento ou redução no valor em Maceió

Agência Tatu comparou custos e identificou mudanças nos preços dos produtos natalinos na capital alagoana
Capa da matéria publicada originalmente na Agência Tatu "Mais da metade dos Investimentos do Banco do Nordeste foram em empresas de médio e grande porte em 2023". Imagem digital de pessoa segurando um cofrinho de porco de cerâmica.

Mais da metade dos Investimentos do Banco do Nordeste foram em empresas de médio e grande porte em 2023

Mais da metade dos Investimentos do Banco do Nordeste foram em empresas de médio e grande porte em 2023
Imagem gráfica com fundo azul e foto recortada e em preto e branco de documentos com mão escrevendo com calculadora ao lado

Imposto de Renda 2024: veja as novidades, prazos e informações para declaração

Agora é obrigatória a declaração de bens que estão no exterior; veja demais mudanças
Capa da matéria "Nordeste arrecadou mais de 344 bilhões em impostos em 2023" publicada originalmente na Agência Tatu. Fundo azul escuro, com um mapa do Nordeste em laranja e os números "344" destacados em cima de placas lado-a-lado.

Nordeste arrecadou mais de 344 bilhões em impostos em 2023

Arrecadação nordestina representa 10,35% da arrecadação total do país