Deputado alagoano tem mais de 50% de faltas nas sessões da ALE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Por Agência Tatu

Eleitos em 2014, os 27 deputados estaduais de Alagoas possuem algumas atribuições, dentre elas, a de comparecer às sessões realizadas na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Mas, apesar destas sessões serem realizadas em apenas três dias por semana (nas terças, quartas e quintas-feiras), muitos parlamentares não estão comparecendo ao trabalho. Porém, o que mais chama a atenção é o fato de haver deputado com mais faltas do que presenças.

Esse é o caso do deputado estadual Leo Loureiro (PPL), suplente do deputado João Beltrão, que faltou em 51% das sessões realizadas na ALE. No ranking dos mais faltosos estão ainda Thaíse Guedes (PMDB), com 46% de faltas, Severino Pessôa (PSC), 44%, Marquinhos Madeira (PMDB), 44%, e Marcelo Victor (PSD), com também 44%.

O deputado com menos faltas é Rodrigo Cunha (PSDB), que não compareceu em 7% das sessões, nas quais, onde foram registradas as presenças dos parlamentares.

O atual Regimento Interno da ALE abre margem, em seu artigo 74, para que os deputados não venham a ser prejudicados com cortes nos salários. Permitindo assim, que as faltas sejam justificadas, em três situações: “desempenhar missão diplomática ou cultural de caráter transitório; tratar de interesse particular;  tratar da saúde”.

De todas as sessões realizadas, entre janeiro de 2015 e dezembro de 2017, somente 69 foram registradas e estão disponíveis no portal da ALE (consulte neste link). As análises presentes nesta matéria são referentes apenas a estas sessões.

Nos gráficos abaixo, é possível ver a quantidade de faltas (em porcentagem) de cada um dos deputados estaduais atualmente ativos:


DADOS ABERTOS – Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:


 

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você