Em Alagoas, 1 em cada 3 candidatos não concluiu o Ensino Médio

Informações foram fornecidas pelos próprios candidatos ao TSE

23/10/20, 11h10 (atualizada em 06/12/21, 21h12)

Compartilhe:

Reportagem Lucas Thaynan

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que 33,4% dos candidatos aos cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito nos 102 municípios alagoanos não chegaram a concluir o Ensino Médio. As informações, analisadas pela Agência Tatu, foram fornecidas pelos próprios candidatos à Justiça Eleitoral.

De acordo com o levantamento, 0,01% dos concorrentes aos cargos públicos de Alagoas afirmaram ser “analfabetos”, 3,69% sabem “ler e escrever”, 13,09% têm “Ensino Fundamental Incompleto” e outros 11,28% “Ensino Fundamental Completo”.

Os com “Ensino Médio Incompleto” são 5,32%, enquanto os que têm “Ensino Médio Completo” representam 37,71% do total. O percentual dos que declaram ter “Superior Completo” é de 23,85%, já os que têm “Superior Incompleto” são 5,04%.

Escolaridade por município

Cacimbinhas é o município alagoano com mais candidatos que declararam ter nível superior. Dos postulantes aos cargos públicos da cidade, 52,38% informaram ter “Ensino Superior Completo”. Na outra ponta está Matriz de Camaragibe, que tem 47,31% dos candidatos analfabetos e semianalfabetos, ou seja, que apenas sabem ler e escreve. Estes números são proporcionais à quantidade de candidatos de cada município.

Somos uma startup de jornalismo de dados de Alagoas  com foco em produção de conteúdo e produtos inovadores para a realidade local e regional.

Assine a nossa newsletter

© 2017 - 2021 Agência Tatu de Jornalismo de Dados.

Todos os direitos reservados.

Política de Privacidade