Em Alagoas, 257 pessoas foram espancadas durante assaltos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Dados são da Secretaria de Segurança Pública e vão de janeiro de 2017 a setembro de 2021 

Foto:  Maxim Hopman/ Unsplash.

Maria Luíza Dantas*

A segurança pública é uma pauta que diariamente está em discussão e integra parte importante da sociedade, além de ser um direito previsto na Constituição e que deve ser assegurado pelo Estado. Entre as ações que amedrontam a população e trazem insegurança estão os assaltos. Somente em Alagoas foram registrados 61.024 destas ações de janeiro de 2017 a setembro de 2021.

Os dados, analisados pela Agência Tatu, são da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP) e vão do dia 1º de  janeiro de 2017 até 13 de setembro de 2021. 

Em 2017, foram registrados 16.645 casos, tendo março com a maior taxa do ano: 1.611 assaltos em um mês. Já em 2018 o número subiu para 17.004 roubos e maio apareceu com o maior quantitativo de assaltos em um mês de todo o período analisado, com 1.675 casos registrados.

Maio de 2019 foi o mês com maior quantitativo do ano, registrando 1.236 casos. Durante todo o ano foram 13.084 assaltos.   

Desde o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, até agosto de 2021, a Secretaria registrou uma redução significativa neste tipo de delito, em que nenhum mês ultrapassou a taxa de mil assaltos. A menor quantidade registrada neste período foi de 428 casos em junho do ano passado, enquanto a maior foi em outubro de 2020, com 759 casos. 

Instrumentos utilizados

Além do assalto ser perturbador e causar traumas às vítimas, as formas e instrumentos que os indivíduos utilizam para realizar a abordagem chamaram bastante atenção nas análises: 257 pessoas foram espancadas durante os assaltos sofridos. 

Também 121 foram assaltadas com simulacros, ou seja, quando o objeto utilizado no crime parece uma arma de fogo, mas não é. Os assaltos mais recorrentes foram aqueles com porte de arma de fogo, correspondendo a um total de 35.986 casos, ou seja, mais da metade dos casos de assaltos em todo o estado. 

*Estagiária sob a supervisão da Editoria

DADOS ABERTOS | Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.