Maceió concentra mais da metade dos assaltos de Alagoas

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Pedestres são as maiores vítimas deste tipo de crime na cidade

Reprodução de câmera de segurança mostrando o momento em que uma transeunte é assaltada no bairro de Pajuçara / TNH1

Maria Luíza Ávila*

Na capital alagoana, é comum existirem discussões sobre quais medidas de segurança devem ser tomadas para se evitar assaltos, especialmente levando em consideração que a cidade já foi considerada uma das mais violentas do país. Enquanto Alagoas registrou 61.024 assaltos de 2017 a setembro deste ano, 35.013 aconteceram em Maceió, o que representa 57,38% do total.

Os dados, analisados pela Agência Tatu, são da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP) e vão do dia 1º de janeiro de 2017 até 13 de setembro de 2021. 

Dos 53 bairros da capital que constam na lista, os que registraram o maior número de denúncias têm sido os mesmos nos últimos cinco anos: a Cidade Universitária, com 12,3% do total; o Tabuleiro dos Martins, com 9,3%; e o Benedito Bentes, com 8% do total. Estes também são os bairros mais populosos da cidade.

Somente este ano, foram 3.284 denúncias de assalto somente em Maceió, o que representa 55,7% em relação aos números do estado. Até o momento, março foi o mês de 2021 com o maior número de casos, com 466 assaltos registrados. 

Ao analisar os 16 tipos de roubo registrados pela Segurança Pública, um específico se destaca. Foram 25.882 roubos a transeuntes, ou seja, pessoas que estão a pé, representando 73,9% do total.

Para o delegado Medson Maia, da Polícia Civil de Alagoas, a principal regra para diminuir as chances de ser assaltado ao andar na rua é manter a atenção. "A gente vê que na maior parte dos casos de roubo a transeuntes os criminosos se aproveitam da falta de atenção da vítima", diz.

Maia alerta ainda que as chances de ser assaltado podem diminuir significativamente ao seguir alguns conselhos. "Evitar andar com o celular na mão ou no ouvido e também não ostentar bens pessoais. Então saiu de casa e tá caminhando? Guarda o celular, coloca na bolsa ou no bolso e anda com atenção àquilo que acontece à sua volta. Essa é uma das dicas fundamentais pra evitar ou minimizar as chances de assaltos na rua", conclui.

Mesmo com a redução geral observada de 2017 a 2021, roubos a estabelecimentos comerciais e de motocicletas foram os únicos a mostrarem aumento de 2020 para 2021.

Acompanhando a tendência analisada em todo o estado, a linha do tempo traçada revela que as medidas de isolamento social contribuíram para a redução dos crimes contra o patrimônio em Maceió. O mês de dezembro de 2020, que costuma despertar movimentação por conta das comemorações de fim de ano, foi o de menor número na série histórica, com 239 assaltos ocorridos na capital.

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Alagoas informa que tem realizado diversas ações de combate a vários tipos de crimes, incluindo roubos, em conjunto às Polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Oficial.

“Há operações específicas para aumentar o policiamento nas ruas e em locais com maior incidência de crimes. Isso reflete na redução das ocorrências desta natureza, assim como tem ocorrido com o número de homicídios, que segue em queda consecutiva este ano desde o mês de fevereiro. A atividade de Inteligência e as denúncias anônimas recebidas via Disque Denúncia também são importantes nesta estratégia de enfrentamento ao crime em Alagoas”, relata a nota.

COMO DENUNCIAR

As denúncias de assalto são formalizadas por meio dos boletins de ocorrência, que podem ser realizados nas delegacias da capital e também por meio da Delegacia Virtual do Ministério da Justiça

*Estagiária sob supervisão da Editoria

DADOS ABERTOS | Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Dados de roubo em Alagoas de 2017 a setembro de 2021

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.