Nordeste tem 2ª menor média de remuneração dos policiais militares

Confira quais os menores salários brutos pagos aos PMs em cada estado

pm - Nordeste tem 2ª menor média de remuneração dos policiais militares
Compartilhe

Com uma média de remuneração mínima em R$3.020,50, os policiais militares nordestinos têm o segundo menor salário do país. Os dados são do Anuário Brasileiro da Segurança Pública, que leva em consideração as informações fornecidas por 25 dos 27 estados brasileiros, já que Bahia e Rio Grande do Sul não forneceram dados para a pesquisa.

Ainda segundo as informações do Anuário, coletadas pela Agência Tatu, o Sudeste apresenta os menores salários mínimos, com a remuneração de R$2.305,92 em média. O Centro-Oeste é a região com a maior remuneração, onde a média dos soldos mínimos é de R$3.846,42. De todos os 25 estados que apresentaram os dados, a média é de R$3.133,14.

Em Alagoas, a menor remuneração bruta dos policiais é de R$3.064,88. O estado com o menor salário mínimo entre os PMs é o Rio de Janeiro, com uma remuneração de apenas R$1.193,36. Já Goiás apresenta o maior salário inicial, que é de R$5.800,40, de acordo com a publicação.

Confira o valor mínimo pago aos policiais militares em cada um dos estados:

Os dados, produzidos pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e publicados no anuário, levam em consideração as menores remunerações observadas para os policiais militares nos portais da transparência de cada unidade da federação e foram coletados entre fevereiro e maio de 2021, alterações salariais podem ter ocorrido desde a coleta.

Dados abertos

Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Ilustração com fundo lilás, o nome "agosto" transparente e a imagem de três mulheres fazendo sinal de "pare". Capa da matéria sobre aumento de casos de violência contra a mulher no nordeste.

Violência contra a mulher aumenta 22% no Nordeste no primeiro semestre de 2023

Agência Tatu analisou dados obtidos via LAI e comparou com o mesmo período de 2022
Capa da matéria sobre violência em ambiente escolar.

Combate à violência em ambiente escolar ganha força com nova lei

Legislação surgiu como forma de conter ataques em escolas; 2023 foi o ano com maior quantidade de casos nos últimos 22 anos
Capa da matéria "Chuvas no Nordeste deixam mais de 27 mil pessoas desalojadas " publicada originalmente na Agência Tatu

Chuvas no Nordeste deixam mais de 27 mil pessoas desalojadas 

Diversos municípios já tiveram estado de emergência declarado
Capa da matéria "Maus-tratos contra crianças de até quatro anos aumentam em 47% no Nordeste'', publicada originalmente na Agência Tatu. Imagem ilustrativa de um urso de pelúcia chorando, ao fundo, elementos visuais de gráficos de linha.

Maus-tratos contra crianças de até quatro anos aumentam em 47% no Nordeste

Sergipe apresentou a maior taxa por habitantes, enquanto a Paraíba apresentou a menor