Presos podem votar no Brasil?

No Brasil o voto de pessoas privadas de liberdade é permitido apenas aos presos provisórios e adolescentes custodiados; Menos de 7% dos presos provisórios brasileiros estão aptos a votar nas Eleições 2022

Capa: presos podem votar? Ilustração com urna eletrônica e pessoa algemada
Compartilhe

A Constituição de 1988 garante que presos podem votar, mas apenas os presos provisórios, sem condenação transitada em julgado. Mas a votação só foi viabilizada em 2010, com o início da regulamentação do Tribunal Superior Eleitoral para instalação de seções eleitorais nas unidades prisionais.

Em todo o país existem mais de 196 mil cidadãos presos provisoriamente, segundo dados do Sisdepen (Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional) do Ministério da Justiça e Segurança Pública. No entanto, pouco mais de 14 mil pessoas estão registradas nas seções destinadas a unidades prisionais, dentre elas os presos provisórios, mesários e funcionários. É o que mostram dados do TSE analisados pela Agência Tatu.

Baixo número de presos provisórios com direito ao voto

Menos de 7% da população carcerária em situação provisória está habilitada para exercer o direito ao voto nas Eleições 2022.

Para o advogado Roberto Moura, presidente da comissão de direitos humanos da OAB-AL, o baixo índice de votantes entre os presos provisórios se deve a uma política penal focada em cárcere, onde não há políticas públicas efetivas para a reintegração social dos reeducandos.

De acordo com Moura, o argumento oficial é de que não há efetivo suficiente para providenciar a escolta necessária para a prática dos direitos e garantias fundamentais, como o direito ao voto nos casos dos presos provisórios.

“A lógica jurisdicional não visa permitir garantias e direitos  fundamentais, e sim a neutralização desses corpos racializados. O racismo é muito forte no nosso sistema prisional e isso envolve um despojamento de direitos. As funções da pena estão mortas, restando apenas o castigo”, pontua.

Número de presos aptos a votar em cada estado

A região com o maior número de eleitores em seções destinadas aos presos provisórios nas Eleições 2022 é a Sudeste, com mais de 7 mil cidadãos registrados, representando 53% do total do país. Em seguida está o Nordeste, com 24% dos eleitores de seções em presídios do país, pouco mais de 3 mil pessoas.

A região sul fica em terceiro lugar no número de votantes, com pouco mais de 2 mil. As regiões Norte e Centro-Oeste representam menos de 10%, a primeira com 5% do total, contando com 805 eleitores nas seções e a segunda com 3%.

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Capa da matéria "Mais de 285 mil famílias no Nordeste não tem banheiro em suas casas" publicada originalmente na Agência Tatu.

Mais de 285 mil famílias no Nordeste não tem banheiro em suas casas

Maranhão é o estado com maior quantitativo de domicílios sem banheiro em todo o país
Ilustração com fundo laranja e o mapa de alagoas ao fundo e uma colagens de cadeiras de escola com um ventilador de teto em cima.

Emergência climática: a cada 10 escolas públicas em AL, 6 não têm climatização

Belém, São Brás e Taquarana são as cidades que menos possuem climatização em sala de aula
Capa para a matéria "Confira a ordem de votação nas urnas para o 2º turno das eleições 2022" da Agência Tatu. Ilustração digital com o modelo novo da urna sob fundo de cor sólida e um balão de fala saindo da urna dizendo '2º turno'.

Confira a ordem de votação nas urnas para o 2º turno das eleições 2022

Ordem dos candidatos muda, mas processo eleitoral permanece igual
pessoas em situação de rua

Nordeste lidera aumento de violência contra pessoas em situação de rua

Somente em AL, mais de 300 pessoas em situação de rua foram mortas nos últimos 11 anos; Segurança Pública de diversos estados não identifica condição de vítimas ou tem dados subnotificados