Solicitações via LAI ao executivo alagoano caíram 22% em 2020

Dados integram Sala de Controle do sistema de pedidos de informação do Governo do Estado

11/01/21, 13h01 (atualizada em 09/12/21, 12h12)

Compartilhe:

Reportagem Agência Tatu

Em 2020 o número de solicitações via Lei de Acesso à Informação (LAI) ao executivo alagoano reduziu quando comparado ao ano anterior. O levantamento da Agência Tatu – realizado por meio dos dados disponíveis da Sala de Controle do E-sic Alagoas – revela que no ano passado houve 648 solicitações a menos que em 2019, quando foram registrados 2882 pedidos, representando uma redução de 22,5%.

Ainda segundo os dados coletados, nos meses de março (mês que a OMS decretou a pandemia), junho e dezembro de 2020 foram registrados mais pedidos via LAI se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Confira a comparação entre os anos:

As informações disponibilizadas na Sala de Controle mostram que os cidadãos demoraram mais tempo para obter uma resposta dos órgãos do Governo de Alagoas do que no ano anterior. Em 2020, a média do tempo de respostas foi de 14,73 dias, enquanto que em 2019 o registrado era de 13,92 dias.

Dentre as 2234 solicitações encaminhadas às repartições públicas que integram o Executivo Estadual, 53 foram relacionadas às informações referentes à pandemia da Covid-19, ou seja, quase 2,4% do total de pedidos.

Confira abaixo os meses onde mais foram feitos pedidos com o assunto Covid:

Saiba + -> Como fazer pedido via LAI aos órgãos de AL

Dados abertos

Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta.

1. Dados das solicitações via LAI

Somos uma startup de jornalismo de dados de Alagoas  com foco em produção de conteúdo e produtos inovadores para a realidade local e regional.

Assine a nossa newsletter

© 2017 - 2021 Agência Tatu de Jornalismo de Dados.

Todos os direitos reservados.

Política de Privacidade