Covid-19: Alagoas tem a maior média de internações desde agosto de 2020

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Atualmente taxa de ocupação é de 50%, com 402 pacientes internados em três tipos de leitos

Foto: Davi Salsa / Sesau

Por Maria Luíza Ávila*

A quantidade de leitos disponíveis para tratamento da Covid-19 variou bastante nos últimos meses, assim como a taxa de ocupação dos pacientes acometidos pela doença. De acordo com os dados analisados pela Agência Tatu, a média de hospitalizações em fevereiro está em 369 pessoas, número equivalente a maio do ano passado, quando havia, em média, 396 pessoas internadas.

Ainda conforme informações coletadas junto à Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), em maio Alagoas contava com 400 leitos totais. No final daquele mês a capacidade havia sido ampliada para 1.003. Já no fim de setembro, a quantidade de leitos totais chegou a 1.331 leitos. 

Atualmente Alagoas possui 801 leitos exclusivos para Covid-19, distribuídos entre UTI, leitos intermediários e leitos clínicos. A taxa de ocupação geral atual é de 50%, sendo 64% nas UTIs, 18% nos leitos intermediários e 46% nos clínicos. Confira a seguir a linha do tempo de ocupação e quantidade de leitos disponíveis.

Para fins de comparação, o pico de internações pela doença no estado foi em 26 de junho, quando havia 702 pessoas hospitalizadas e 1.187 leitos totais disponíveis. A partir desta data, o número de internações começa a reduzir até o dia 17 de novembro, quando foi registrado o menor número: apenas 123 internações.

Entenda

A quantidade de leitos disponíveis para o tratamento é dividida em três modalidades, e indicam a gravidade dos casos: UTI,  UTI Intermediária e Internação Clínica.

Hospital Metropolitano / Foto: divulgação

A Unidade de Terapia Intensiva é destinada a pacientes em situação clínica grave ou de risco, seja ele clínico ou cirúrgico, necessitando de cuidados intensivos, assistência hospitalar e monitorização contínua 24 horas do dia. Já a UTI Intermediária é destinada a pacientes em situação de risco moderado, necessitando de cuidados semi-intensivos e servindo de intermediária entre a unidade de internação e a unidade de terapia intensiva. Já os Leitos Clínicos são destinados a acomodar pacientes de qualquer especialidade clínica que necessitem de internação.

*Estagiária sob supervisão da Editoria

DADOS ABERTOS | Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados e documentos utilizados na produção desta matéria para consulta:

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.