Satuba é o município com mais casos de Covid-19 por habitante em Alagoas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Dados apontam 77 casos no município que tem a população estimada em 13.828 moradores

Foto: Prefeitura Municipal de Satuba

Por Agência Tatu

Com uma população estimada de 13.828 pessoas, a cidade de Satuba, na região metropolitana de Maceió, é o município alagoano com mais casos do novo coronavírus por habitante.

De acordo com dados do último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) coletados pela Agência Tatu, na noite desta terça-feira (19) o município contabilizava 77 casos confirmados por Covid-19 e um óbito.

Quando comparados aos quase 3 mil casos da capital o número parece pequeno. Porém, enquanto Maceió tem uma população estimada em pouco mais de 1 milhão de habitantes, Satuba possui somente 13.828. Isso significa que a cada mil satubenses, 5 estão contaminados com o novo coronavírus. Na capital esse índice é de 3 a cada mil.

Os dados, que podem ser acessados no Monitor da Covid-19 da Agência Tatu, apontam ainda que o município de Santa Luzia do Norte, que possui 7.296 habitantes, ocupa o segundo lugar com relação a quantidade de casos proporcionais a população, apresentando 30 casos confirmados. A cidade não possui morte confirmada por coronavírus.

Em terceiro, vem Maceió que possui a população estimada em 1.018.948 habitantes e também tem o maior número de casos absolutos do estado, com 2.897 casos e 154 óbitos.

A  análise leva em consideração a taxa de incidência da quantidade de casos a cada 100 mil habitantes. No caso de Satuba, a taxa apresentada é de 556,8 por 100 mil habitantes; enquanto Santa Luzia do Norte possui uma taxa de 411,2 pessoas contaminadas e Maceió 284,4. 

Os dados populacionais utilizados pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Alagoas (Cievs/AL) são uma estimativa para o ano de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

DADOS ABERTOS – Prezamos pela transparência, por isso disponibilizamos a base de dados utilizada na produção desta matéria para consulta.

Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você