Mais da metade dos municípios de AL apresentam avanço de casos de Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Comparação entre as duas quinzenas de junho aponta as cidades com aumento e redução de novos casos

Por Graziela França

Enquanto a quantidade de novos infectados pela Covid-19 apresenta uma tendência de redução em Maceió e em mais 37 municípios alagoanas, outros 60 localizados, principalmente, no Sertão e Agreste, registraram aumento, em junho, no número de novos contaminados pela Covid-19.

Os dados foram analisados pela Agência Tatu e levam em consideração apenas os novos casos nas duas quinzenas do mês de junho. As informações extraídas dos dados oficiais do Ministério da Saúde apontam ainda que apenas quatro cidades mantiveram os mesmos índices na primeira e segunda parte do mês. 

O município de Novo Lino, na Zona da Mata alagoana, apresentou uma redução de 71%, a maior do estado, quando comparada a primeira metade de junho com a segunda. Já Maceió teve uma redução de 13%. Enquanto de 1º a 15 do mês passado a capital somou 5.093 novos casos, de 16 a 30 foram 4.420 novos registros.

Por outro lado, Arapiraca foi o município que mais cresceu no número de casos, com 500 novos registros a mais na segunda quinzena, em relação a primeira de junho. Campo Alegre também teve um salto significativo, foram 323 novos infectados de uma quinzena para outra.

Os quatro municípios que mantiveram os mesmos índices de aumento no número de casos nas duas metades do mês foram Carneiros (6 a cada quinzena), Maravilha (8), Minador do Negrão (2) e Ouro Branco (22).

Entenda

A metodologia utilizada para análise dos dados levou em consideração as duas quinzenas de junho (1 a 15/06 e 16 a 30/06). Após coleta das informações, foi comparado o total apenas de novos casos em cada uma das quinzenas, para, em seguida, ser observado se houve aumento, redução ou estabilização no número de casos em cada município.

Retomada da Economia

Em decretos publicados semana passada, o Governo de Alagoas e a Prefeitura de Maceió iniciaram o processo de retomada das atividades econômicas na Capital. Na fase atual, – laranja – podem funcionar lojas ou estabelecimentos de rua com até 400 m², salões de beleza e barbearias, templos, igrejas e demais instituições religiosas com 30% de sua capacidade.

As demais cidades do estado seguem na fase vermelha, isto é, com funcionamento de serviços essenciais, como os da área da saúde e alimentação. Para avançar ou recuar no processo de reabertura do comércio, segundo o Governo Estadual, serão analisadas a utilização da capacidade hospitalar instalada, evolução epidemiológica e taxa de evolução da Covid-19.

Assine a nossa newsletter

Recomendadas pra você

Receba conteúdo gratuito da Tatu diretamente no seu WhatsApp.