Veja como escolher em quem votar em Alagoas

Conheça os pontos que precisam ser levados em consideração na hora de escolher em quem votar

Como votar em Alagoas - Imagem da urna eletrônica
Compartilhe

Há cinco dias das eleições, é importante entender como funciona o processo eleitoral e quais os pontos que precisam ser levados em consideração na hora de escolher em quem votar. Em Alagoas, há 38 candidatos para os cinco cargos que estão em disputa este ano, conforme informações coletadas pela Agência Tatu junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Por que votar é importante?

O voto é um dos direitos para os brasileiros previstos na Constituição. No entanto, diante de todos os candidatos, escolher o candidato certo nem sempre é fácil.

O que devemos considerar na hora de escolher em quem votar?

Com isso, é importante considerar algumas questões antes de escolher um candidato:

  1. Conheça as propostas dos candidatos;
  2. Analise a trajetória dos candidatos;
  3. Cuidado com os conteúdos falsos ou de desinformação (mais conhecidos como fake news).

1) Conheça as propostas do candidatos

Para isso, é essencial que o eleitor preste atenção ao posicionamento dos candidatos nas questões que considera mais importantes, questionando o que mais valoriza em um candidato e quais áreas são prioritárias, seja saúde, educação ou segurança pública.

O site do TSE possui as informações do plano de governo de cada candidato, que, geralmente, se trata de um documento de mais de 70 páginas. Outro caminho possível é acessar o site de cada candidato, suas redes sociais e acompanhar as informações divulgadas na imprensa. 

2) Analise a trajetória dos candidatos

Outro fator importante é analisar o histórico do candidato, procurando informações sobre sua vida pessoal e política. Além disso, o seu partido também diz muito sobre sua influência política. O site do Tribunal Superior Eleitoral lista algumas páginas que podem ajudar nessa pesquisa. São eles:

  • Justiça Eleitoral – Informações sobre prestação de contas de candidatos, comitês e direção partidária;
  • Planalto – Informações sobre os atos do presidente, agenda, notícias e espaço para enviar mensagens;
  • Senado Federal – Informações sobre a atuação dos senadores e sobre os projetos de lei;
  • Câmara de Deputados – Informações sobre os deputados federais, atividades legislativas,  projetos de lei e cadastro para acompanhar seu deputado e receber boletins por e-mail;
  • ONG Transparência Brasil – Informações sobre os parlamentares brasileiros;
  • Projeto às Claras –  Informações sobre o financiamento eleitoral destinado aos parlamentares e a quantidade de votos que receberam;
  • Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – Informação sobre os projetos em curso no Congresso Nacional e formas de conferir se há coerência entre discurso eleitoral e prática legislativa;
  • Instituto Ágora – Instituto paulista que atua em defesa do eleitor e da cidadania por meio do controle social do parlamento, do investimento em educação e do incentivo à participação política, autônoma e suprapartidária;
  • Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral – Integrado por 51 entidades nacionais que atuam em três eixos principais: a fiscalização, educação dos eleitores e o monitoramento das ações do parlamento brasileiro.

3) Cuidado com conteúdos de desinformação (Fake News)

A internet facilitou o acesso à informação e se tornou uma poderosa ferramenta de comunicação. Mas, por outro lado, facilitou também o acesso às chamadas Fake News, que, na verdade, se trata de conteúdo voltado para desinformar. O conceito é aplicado principalmente às redes sociais, sites e blogs, que propagam notícias falsas.

Por isso, é importante verificar se o portal de notícias que você está acessando tem compromisso com as informações passadas. Além disso, é preciso checar essas informações. Caso encontre algum conteúdo duvidoso sobre candidatos de qualquer cargo, envie para Dandara, robô responsável por monitorar e checar conteúdo de desinformação nas redes sociais.

Eleições 2022 e como votar

As eleições serão realizadas no próximo domingo, 2 de outubro, com eventual 2º turno no dia 30 de outubro. Neste ano, os alagoanos terão que escolher o governador, um senador, deputado federal, deputado estadual e presidente. A votação será das 8h às 17h em todo o país (horário de Brasília). 

Não é permitido o uso de aparelhos celulares, fotográficos, de filmagem ou qualquer outro equipamento que viole o sigilo de voto.

Quais documentos levar na hora de votar?

Quem já teve a biometria coletada pela Justiça Eleitoral, pode fazer a sua identificação através das digitais. Para quem ainda não o fez, basta apresentar um documento oficial com foto para votar. Todas as pessoas que estiverem com o título regular poderão votar normalmente e não é obrigatório apresentar o título de eleitor para fazer seu voto.

Ordem de voto nas urnas: em quem vou votar? 

A ordem que vai aparecer nas urnas é a seguinte:

  1. Primeiro o voto é para deputado estadual com 5 dígitos;
  2. Depois o deputado federal com 4 dígitos;
  3. Senador e seus suplentes com 3 dígitos;
  4. Governador com 2 dígitos;
  5. E presidente e o vice-presidente da República também com 2 dígitos.

É possível levar uma “cola” com os números anotados para não se perder na hora de votar.

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Capa da matéria sobre empreendedores surdos do Nordeste. Fundo em azul com mãos, em preto e branco, fazendo os sinais em Libras formando a palavra Negócio Acessível".

Empreendedores surdos provam que deficiência não limita capacidade de ter a própria empresa

Reportagem especial traz histórias de três empreendedores surdos e seus negócios
Capa_matéria_Sem vagas, cemitérios de Maceió enterram 80% dos mortos em cova rasa

Sem vagas, cemitérios de Maceió enterram 80% dos mortos em cova rasa 

Interdição do cemitério Santo Antônio devido ao afundamento de solo causado pela mineradora Braskem agravou a situação funerária
hanseníase no nordeste

Nordeste é a região que menos reduziu casos de hanseníase no Brasil

Dados do Ministério da Saúde mostram redução de 33,1% de casos de hanseníase entre 2013 e 2022
UPAS - UPAs em Alagoas serão fechadas? Confira nova checagem do Nordeste Sem Fake

UPAs em Alagoas serão fechadas? Confira nova checagem do Nordeste Sem Fake

16 Unidades de Pronto Atendimento integram a rede pública de saúde; é falso que UPAS seriam fechadas em AL