Chuvas no Nordeste deixam mais de 27 mil pessoas desalojadas 

Diversos municípios já tiveram estado de emergência declarado

Capa da matéria "Chuvas no Nordeste deixam mais de 27 mil pessoas desalojadas " publicada originalmente na Agência Tatu
Compartilhe

Nos últimos dias, a população de diversos municípios do Nordeste brasileiro tem sofrido após as chuvas intensas que têm causado enchentes, aumento do nível de lagos, rios e lagoas e até deslizamentos de terra. Com isso, milhares de pessoas precisaram sair de suas casas, especialmente em Alagoas, estado onde a situação foi mais agravante. 

A Agência Tatu resumiu os principais acontecimentos das chuvas no Nordeste nos últimos dias. Em Alagoas, a magnitude dos danos é evidente, com 25,3 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas, e a declaração de estado de emergência em 32 cidades devido às fortes chuvas.

Já em Pernambuco, outro estado com grande impacto pelas chuvas, tem aproximadamente 2 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas com 15 cidades em estado de emergência, sendo que todas as cidades afetadas estão próximas à divisa com Alagoas, na região da zona da mata sul. Assim, as chuvas que caem em Pernambuco afetam diretamente o estado vizinho.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou a lista dos maiores volumes de chuva na região Nordeste. Começando por João Pessoa, com 126,6 milímetros; seguida por Palmares, em Pernambuco, com 86,4 milímetros; Aracaju, em Sergipe, registrou 57 milímetros; Areia e Monteiro, ambas na Paraíba, acumularam 44 milímetros e 38,6 milímetros, respectivamente. Todos esses valores foram registrados na sexta-feira (7), dia em que a quantidade de chuva estava mais intensa.

É importante destacar que três das cinco cidades do Nordeste com os maiores volumes de chuva estão localizadas na Paraíba.

Em Sergipe, mais especificamente na Zona de Expansão, em Aracaju, as chuvas intensas também deixaram desalojados. Seis pessoas foram afetadas, precisando deixar suas residências devido aos impactos das enchentes e dos alagamentos. 

Info 27 - Chuvas no Nordeste deixam mais de 27 mil pessoas desalojadas 

Previsão de chuva para 1ª semana (de 10/07/2023 a 17/07/2023). Fonte: INMET.

Segundo o informativo meteorológico N°27/2023 publicado pelo Inmet, a previsão para os próximos dias é de baixos acumulados de chuva no extremo norte do Maranhão. No litoral da costa leste, incluindo áreas do Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia, o tempo continuará instável e com previsão de chuva durante a semana, devido ao transporte de umidade vindo do oceano. Nas demais áreas, como no Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia e no interior e norte da região, a previsão é de tempo estável e seco durante toda a semana.

Encontrou algum erro? Nos informe por aqui.

Recomendado para você

Capa da matéria "Maus-tratos contra crianças de até quatro anos aumentam em 47% no Nordeste'', publicada originalmente na Agência Tatu. Imagem ilustrativa de um urso de pelúcia chorando, ao fundo, elementos visuais de gráficos de linha.

Maus-tratos contra crianças de até quatro anos aumentam em 47% no Nordeste

Sergipe apresentou a maior taxa por habitantes, enquanto a Paraíba apresentou a menor
hanseníase no nordeste

Nordeste é a região que menos reduziu casos de hanseníase no Brasil

Dados do Ministério da Saúde mostram redução de 33,1% de casos de hanseníase entre 2013 e 2022
Medidas protetivas aumentam no Nordeste

Nordestinas sob medidas protetivas crescem 15% em 2022

Foram mais de 80 mil mulheres atendidas em sete estados da região; Piauí e Paraíba não enviaram os dados
Capa da matéria sobre violência em ambiente escolar.

Combate à violência em ambiente escolar ganha força com nova lei

Legislação surgiu como forma de conter ataques em escolas; 2023 foi o ano com maior quantidade de casos nos últimos 22 anos